VOZES DA POESIA / POESIA EM VÁRIOS TONS / POESIAS BRASILEIRAS / UM PASSEIO POR MINAS GERAIS / A POESIA DE Ineifran Varão Vols.I e II / POEMAS BRASILEIROS / CAUSOS E CORDÉIS / VARANO I E II / AMOR QUASE IMPOSSÍVEL / VEREDAS / UM PASSEIO PELO MARANHÃO

sexta-feira, 23 de março de 2012

NUNCA MAIS EU VI... AQUELA















Nunca mais eu vi aquela...
Aquela que eu sempre via...
Vi outro dia a janela,
Onde sempre estava ela,
Fogosa, airosa, tão bela...
Hoje a janela é vazia!...

... Vi o cravo que plantei
Do lado da casa dela,
Que muitas vezes reguei,
Com lágrimas que chorei,
Com prantos que derramei,
Porque só pensava nela...

Pois é... Eu nunca mais vi
Aquela moça tão bela...
Assim como a conheci,
Também um dia a perdi
... Foi grande a dor que senti!
Nunca mais eu vi... Aquela...

Leave your comments
Deixe seu comentário