Vozes/Poesia em Vários Tons/Poesias Brasileiras/Um Passeio por Minas Gerail/A Poesia de Ineifran Varão vols.I e II/Poemas Brasileiros/Causos e Cordéis/Varano/Varano, o poema sonoro

sábado, 17 de março de 2012

QUASE


Quase caí no poço, enquanto caminhava...
Não vi que a vida, a mim, mostrava-se tão boa!
Quase perdi meu sonho, enquanto conversava;
Quase perdi o amor, por uma coisa à toa...

O mundo me ensinou a navegar na proa,
Mas orgulhoso fui, no mar que navegava...
As regras que aprendi, já quase não usava...
Assim, quase perdi minha melhor canoa!

Bem feita e trabalhada em madeira de lei,
Nela está minha vida e tudo o que sonhei!
Talhado foi seu corpo, em corpo de mulher...

Eu morreria junto, em situação qualquer,
Se ela não perdoasse o mal que lhe causei!
... Irei nessa canoa aonde ela quiser!

Leave your comments
Deixe seu comentário