domingo, 11 de agosto de 2013

AMOR E ÓDIO


Amor e ódio,
Velho episódio,
Que o tempo cala,
Anima e abala
... E ao tempo corta!

O ódio amarga
E aumenta a carga,
Que faz a vida
Desenxabida
... Nada lhe importa!

Sem ódio, o amor
É como a flor:
Bela e efusiva,
Enquanto viva!
... Triste, se morta!