Vozes/Poesia em Vários Tons/Poesias Brasileiras/Um Passeio por Minas Gerail/A Poesia de Ineifran Varão vols.I e II/Poemas Brasileiros/Causos e Cordéis/Varano/Varano, o poema sonoro

sexta-feira, 13 de abril de 2012

DAMA DA NOITE












Nasce da noite a flor que é uma dama,
Perfuma com perfume que é de flor!
Não goza dos prazeres que há na cama,
Mas sabe, com certeza, o que é o amor!

Enleva os olhos meus com seu candor,
Enquanto pende, suave, numa rama...
Perfuma, qual a amada quando chama,
Para seu aconchego de calor!

Deslumbra os mais insípidos humanos,
Em vidas tão mesquinhas, desenganos...
E dá-lhes seu odor tão benfazejo...

– Dama da noite, sara os meus enganos!
Adorna, com brandura o meu desejo
... Quero viver contigo muitos anos!...

Leave your comments
Deixe seu comentário