VOZES DA POESIA / POESIA EM VÁRIOS TONS / POESIAS BRASILEIRAS / UM PASSEIO POR MINAS GERAIS / A POESIA DE Ineifran Varão Vols.I e II / POEMAS BRASILEIROS / CAUSOS E CORDÉIS / VARANO I E II / AMOR QUASE IMPOSSÍVEL / VEREDAS / UM PASSEIO PELO MARANHÃO

sábado, 21 de julho de 2012

SOFRI (rondel)



Sofri por muitas horas sem te ver,
E vi coisas horríveis, tenebrosas!
Eu vi girar a Terra pra valer!
Vi mulheres fantasmas, assombrosas...

O sol tingiu de sangue o meu viver...
Vi cadafalso à frente, vi ventosas...
Sofri por muitas horas sem te ver,
E vi coisas horríveis, tenebrosas...

Perdi noção do mundo e do saber!
Fugi, depois voltei às Alterosas,
Tentei de tudo para não sofrer
... E até  te reencontrar em meio às rosas,
Sofri por muitas horas sem te ver!