VOZES DA POESIA / POESIA EM VÁRIOS TONS / POESIAS BRASILEIRAS / UM PASSEIO POR MINAS GERAIS / A POESIA DE Ineifran Varão Vols.I e II / POEMAS BRASILEIROS / CAUSOS E CORDÉIS / VARANO I E II / AMOR QUASE IMPOSSÍVEL / VEREDAS / UM PASSEIO PELO MARANHÃO

domingo, 29 de novembro de 2015

ANGOLA


Saúdo a ti, ó Luanda bela, Angola,
tu me cativas, mesmo tão distante!
Tu falas minha língua, a cada instante
e vibras como as cordas da viola!

Teu povo alegre encanta e te consola
nas danças e na música vibrante,
nas cores da bandeira tremulante,
altiva, lá no topo, em cada escola!

O verde que tu ostentas na floresta
faz parte do pulmão que ao mundo resta,
que, aos poucos, o homem mal quer destruir...

Teu povo é forte, eu sei, não foge à luta;
jamais sucumbirá à força bruta!
− Que grande sejas tu e teu porvir!