VOZES DA POESIA / POESIA EM VÁRIOS TONS / POESIAS BRASILEIRAS / UM PASSEIO POR MINAS GERAIS / A POESIA DE Ineifran Varão Vols.I e II / POEMAS BRASILEIROS / CAUSOS E CORDÉIS / VARANO I E II / AMOR QUASE IMPOSSÍVEL / VEREDAS / UM PASSEIO PELO MARANHÃO

domingo, 10 de maio de 2015

Homenagem à minha e a todas as mães!



A PROFESSORA
(Homenagem póstuma à minha querida mãe Dora Varão)

À luz de um candeeiro ela ensinava
O beabá da vida a tantas vidas!
Mãos trêmulas, depois das horas idas,
A vista já cansada inda forçava!

Ó minha mãe e mestra eu te escutava,
Nas muitas assertivas repetidas,
Enquanto o candeeiro alumiava
Ardendo-nos a vista nas fadigas!

Que recompensa tinha a tua entrega,
Não fosse o dom sublime do ensinar?
A mim valeu-me muito e inda me apega

A ânsia do aprender e do legar...
─ A luz do candeeiro nunca cega...
A ausência do saber sim, faz cegar!