Vozes/Poesia em Vários Tons/Poesias Brasileiras/Um Passeio por Minas Gerail/A Poesia de Ineifran Varão vols.I e II/Poemas Brasileiros/Causos e Cordéis/Varano/Varano, o poema sonoro

domingo, 8 de setembro de 2013

SER POETA


Sou poeta e sou assim:
Sou livre por natureza!
Os versos dizem de mim,
Quase sempre com certeza!

No comércio não me vejo,
Que não seja pra comprar;
Vez por outra, num lampejo,
Vem-me um verso a visitar!

As coisas são-me sonoras...
Palavras belas me animam...
Rápido passam-me as horas,
Entre as palavras que rimam!

O feio fica bonito...
Depende do olhar que temos;
Imagine-se o infinito...
Sua extensão não sabemos!

De nós sabemos tão pouco...
Voemos, vamos voar,
Pois, de poeta e de louco,
Não se conhece o pensar!
  
Assim é, pois, o poeta;
É um cultor da liberdade!
Seus versos não têm dieta;
Em seu lugar... Têm saudade!