Vozes/Poesia em Vários Tons/Poesias Brasileiras/Um Passeio por Minas Gerail/A Poesia de Ineifran Varão vols.I e II/Poemas Brasileiros/Causos e Cordéis/Varano/Varano, o poema sonoro

quarta-feira, 8 de junho de 2016

SAUDADES


Amei-te, sem saber que amava tanto...
não tinha referência desse amor...
amei-te, na inocência desse encanto,
mas dei-te pra beber a minha dor...

Dei-te de mim meu tudo, sem supor
que eras pra mim bem mais que não sei quanto!
Choramos eu e tu num grande pranto,
que ainda fere e dói o interior!

Como sofri no dia em que partiste...
o sofrimento desde então persiste
e, lentamente, mata-me por ti...!

Se sofres, também sofro de saudades,
mesmo que passem anos e as idades!
...Tu és o amor maior que eu já vivi!