Vozes/Poesia em Vários Tons/Poesias Brasileiras/Um Passeio por Minas Gerail/A Poesia de Ineifran Varão vols.I e II/Poemas Brasileiros/Causos e Cordéis/Varano/Varano, o poema sonoro

sábado, 27 de fevereiro de 2016

LINDA ESTRELA (em homenagem)


Achei-te ali, tão linda e tão fagueira!
Teus olhos de esmeralda, cintilantes,
fizeram-me entrever, por uns instantes,
a alvura da tu’alma... pura... inteira!

Tocar-te inda pensei, seria asneira;
estávamos ali, mas bem distantes...
eu, pasmo, ante teus olhos tão brilhantes,
e tu a mais serena e verdadeira!

De súbito, me vi tão pequenino,
como era nas histórias que, menino,
ouvia pra dormir... até bem tarde...

Lembrei que havia no céu u’a linda estrela,
que eu sempre, da janela, ia vê-la...
hoje de novo a vi, Bruna Lombardi...!