Vozes/Poesia em Vários Tons/Poesias Brasileiras/Um Passeio por Minas Gerail/A Poesia de Ineifran Varão vols.I e II/Poemas Brasileiros/Causos e Cordéis/Varano/Varano, o poema sonoro

quinta-feira, 15 de outubro de 2015

VELAS AO VENTO


Assim seguimos nós, velas ao vento,
singrando o azul dos mares na procela!
De proa içada, revoluta a vela,
a popa engata o leme ao nosso intento!

Qual velho marinheiro sigo atento,
cantando ao mar revolto e em capella!
A cada solavanco eu lembro dela,
que tento não lembrar − ao menos tento!

Distantes, já se foram as paragens,
por onde eu naveguei tantas viagens,
deixadas lá no fundo da memória...

Não sei se foram tantas as vantagens,
mas todas me deixaram suas imagens,
compondo a maior parte dessa história!

segunda-feira, 12 de outubro de 2015

LUA DE SONHOS E VIOLÕES


Tivemos tantos sonhos com a Lua...
Ao violão, fazíamos serenatas;
banhávamos nos rios e cascatas;
sentávamos a olhá-la em nossa rua!

Achávamos tão só onde flutua,
longe de todos nós, longe das matas...
Nossas ponderações eram sensatas,
mas hoje a realidade é nua e crua!

Há seres habitando-a (com bom gosto),
principalmente lá no lado oposto!
Há luzes, há pessoas, construções!...

Veja o que há no Mare Moscoviense!
Veja no Google Moon, dê zoom e pense!
...Sobraram-nos os sonhos e violões!...


sexta-feira, 9 de outubro de 2015

SEM MÁGOAS



Põe tranca nos baús onde ainda há fráguas,
aborta os dissabores dessa vida!
Por nada vale a pena guardar mágoas,
pois tornará tua alma apodrecida!

Alegra-te da dor que foi banida!
Se vertem dos teus olhos tantas báguas,
não deixa que te afoguem tantas águas,
não faze da tua vida a mais sofrida!

Olhar ao derredor sempre faz bem!
Há sempre algo de bom que nos convém;
há muito o que aprender na multidão...

Sem mágoa a vida flui mais suavemente...
Apossa-te do bem que hoje é presente
...Faze bater de amor teu coração!