Vozes/Poesia em Vários Tons/Poesias Brasileiras/Um Passeio por Minas Gerail/A Poesia de Ineifran Varão vols.I e II/Poemas Brasileiros/Causos e Cordéis/Varano/Varano, o poema sonoro

quinta-feira, 21 de maio de 2015

O PLANETA PEDE SOCORRO !


Por entre as intempéries deste mundo,
tristezas se interpolam co’agonias!
Não vemos com bons olhos nossos dias...
Valores sucumbiram no submundo!

Salvemos nossa Terra e cercanias
que findam no infinito – o mais profundo –
Mister se faz banir duas iguarias:
Políticos ladrões e vagabundo...

Limpemos o senado e as assembleias!
Das cortes magistrais, as más ideias!
Cuidemos das florestas e dos rios!

Deixemos o planeta florescer!
Teremos água farta pra beber
...E humanos mais felizes e sadios!

domingo, 10 de maio de 2015

Homenagem à minha e a todas as mães!



A PROFESSORA
(Homenagem póstuma à minha querida mãe Dora Varão)

À luz de um candeeiro ela ensinava
O beabá da vida a tantas vidas!
Mãos trêmulas, depois das horas idas,
A vista já cansada inda forçava!

Ó minha mãe e mestra eu te escutava,
Nas muitas assertivas repetidas,
Enquanto o candeeiro alumiava
Ardendo-nos a vista nas fadigas!

Que recompensa tinha a tua entrega,
Não fosse o dom sublime do ensinar?
A mim valeu-me muito e inda me apega

A ânsia do aprender e do legar...
─ A luz do candeeiro nunca cega...
A ausência do saber sim, faz cegar!