Vozes/Poesia em Vários Tons/Poesias Brasileiras/Um Passeio por Minas Gerail/A Poesia de Ineifran Varão vols.I e II/Poemas Brasileiros/Causos e Cordéis/Varano/Varano, o poema sonoro

domingo, 21 de julho de 2013

DIVÃS DE TECLAS


São dois os meus divãs de teclas cheios.
Em um eu narro a luz de mil estrelas;
No outro imito os sons que eu ouço ao vê-las...
E assim vai minha vida sem rodeios...

As confidências mútuas dos anseios,
Não faço esforço algum para mantê-las;
A mim me basta a vida em seus maneios...
Tento viver as chances sem perdê-las!

Eu tiro o som de estrelas no teclado,
Inda que assim por mim tão mau tocado,
E faço um dó-ré-mi sublimação!

No outro escrevo frases corriqueiras,
Digo o que quero e falo até besteiras...
Vivo o que quer viver meu coração!