Vozes/Poesia em Vários Tons/Poesias Brasileiras/Um Passeio por Minas Gerail/A Poesia de Ineifran Varão vols.I e II/Poemas Brasileiros/Causos e Cordéis/Varano/Varano, o poema sonoro

quinta-feira, 28 de fevereiro de 2013

DOCES AIS (varano)


Quando anoitece
E a lua aparece
Banco de praça
Se enche de graça
... Belos casais

Corações novos
‘Pisando em ovos’
Suspiram fundo
Saem do mundo
... Reais carnais

Sem dor nem pecha
Cupido flecha
E o amor derrama
A sua chama
... Em doces ais!

FAÇA VOCÊ TAMBÉM O VARANO. Regras e orientações abaixo:


O poema VARANO

1 – O poema Varano, criado pelo poeta Ineifran Varão, em janeiro de 2013, é composto por um mínimo de 2 estrofes de 5 versos cada uma e o máximo de 10 estrofes, distribuídas na sequência das seguintes rimas, que são fixas nas suas posições: aabbc + ddeec + ffggc+ hhiic+jjkkc+llmmc+nnooc+ppqqc+rrssc+ttuuc
2– A sílaba tônica exigida é na posição 4 (4ª sílaba poética). As demais tônicas são livres, porém, obedecendo à métrica do poema, que é quadrissílabo (ou tetrassílabo).
3– As palavras rimadas não se repetem na mesma estrofe, e nem mais que duas vezes, ao longo de todo o poema.
4 – O 5º verso de cada estrofe vai rimar com o 5º verso da próxima estrofe, devendo ser precedido de reticências, completando o sentido da estrofe, e a última estrofe deve concluir o tema; a rima do 5º verso não deve coincidir com as rimas dos outros versos da estrofe.
5– O tema a ser narrado ou descrito fica a critério do poeta.

Obs.:As 4 rimas casadas duas a duas, de cada estrofe, podem se repetir, porém, com palavras diferentes, e não mais que duas vezes, se for a mesma palavra, ao longo das estrofes, sendo, entretanto, desejada a não repetição demasiada dessas rimas.

Exemplo: As rimas de uma estrofe que forem ia/ia+eu/eu podem aparecer em outra estrofe, mas com palavras diferentes ou, como dito acima, no máximo duas vezes a mesma palavra ao longo de todas as estrofes:
... Maria/valia+cedeu/perdeu e em outra estrofe ... Sabia/descia+meu/seu.

 POEM ‘VARANO’

1 - Varano is a poem created by poet Ineifran Varão in January 2013. It consists of a minimum of two stanzas of five lines each and a maximum of 10 stanzas, distributed in the following sequence of rhymes, which are fixed in their positions: aabbc ddeec ffggc hhiic jjkkc llmmc nnooc ppqqc rrssc ttuuc
2 - The stressed syllable is required at position 4 (4th poetic syllable).The other stressed syllables are free, obeying the metric system though.
3 - Rhyming words do not repeat the same verse, and no more than twice throughout the poem.
4 - The 5th verse of each stanza will rhyme with the 5th verse of the next stanza and must be preceded by an ellipsis, completing the meaning of the stanza and the last stanza to complete the theme, the rhyme of the 5th verse should not coincide with the rhymes of other verses of the stanza.
5 - The theme to be narrated or described is at the discretion of the poet.

Note: The 4 pairs of rhymes in each stanza may be repeated, but with different words, and no more than twice, in case of the same word, throughout the stanzas. Avoid too much repetition of these rhymes.

terça-feira, 26 de fevereiro de 2013

MOMENTOS DE ASCENSÃO (um poema varano)


No teu abraço
Encontro o espaço
Quando a ribalta
Sente tua falta
... Porque te tenho

É nesse instante
Que não distante
Sacio a fome
Que me consome
... Por isso venho

Quando te deixo
Dizes sou o eixo
Dizes sou o rumo
Dizes sou o prumo
... Pois sou teu lenho!

Assim mais cresce
O amor que aquece...
Força motriz
E diretriz
... Do nosso empenho!

FAÇA VOCÊ TAMBÉM O VARANO (Regras e orientações abaixo)

O poema VARANO

1 – O poema Varano, criado pelo poeta Ineifran Varão, em janeiro de 2013, é composto por um mínimo de 2 estrofes de 5 versos cada uma e o máximo de 10 estrofes, distribuídas na sequência das seguintes rimas, que são fixas nas suas posições: aabbc + ddeec + ffggc+ hhiic+jjkkc+llmmc+nnooc+ppqqc+rrssc+ttuuc
2– A sílaba tônica exigida é na posição 4 (4ª sílaba poética). As demais tônicas são livres, porém, obedecendo à métrica do poema, que é quadrissílabo (ou tetrassílabo).
3– As palavras rimadas não se repetem na mesma estrofe, e nem mais que duas vezes, ao longo de todo o poema.
4 – O 5º verso de cada estrofe vai rimar com o 5º verso da próxima estrofe, devendo ser precedido de reticências, completando o sentido da estrofe, e a última estrofe deve concluir o tema; a rima do 5º verso não deve coincidir com as rimas dos outros versos da estrofe.
5– O tema a ser narrado ou descrito fica a critério do poeta.

Obs.:As 4 rimas casadas duas a duas, de cada estrofe, podem se repetir, porém, com palavras diferentes, e não mais que duas vezes, se for a mesma palavra, ao longo das estrofes, sendo, entretanto, desejada a não repetição demasiada dessas rimas.

Exemplo: As rimas de uma estrofe que forem ia/ia+eu/eu podem aparecer em outra estrofe, mas com palavras diferentes ou, como dito acima, no máximo duas vezes a mesma palavra ao longo de todas as estrofes:
... Maria/valia+cedeu/perdeu e em outra estrofe ... Sabia/descia+meu/seu.

POEM ‘VARANO’

1 - Varano is a poem created by poet Ineifran Varão in January 2013. It consists of a minimum of two stanzas with five lines each and a maximum of 10 stanzas, distributed in the following sequence of rhymes, which are fixed in their positions: aabbc ddeec ffggc hhiic jjkkc llmmc nnooc ppqqc rrssc ttuuc
2 - The stressed syllable is required at position 4 (4th poetic syllable).The other stressed syllables are free, obeying the metric system though.
3 - Rhyming words do not repeat the same verse, and no more than twice throughout the poem.
4 - The 5th verse of each stanza will rhyme with the 5th verse of the next stanza and must be preceded by an ellipsis, completing the meaning of the stanza and the last stanza to complete the theme, the rhyme of the 5th verse should not coincide with the rhymes of other verses of the stanza.
5 - The theme to be narrated or described is at the discretion of the poet.

Note: The 4 pairs of rhymes in each stanza may be repeated, but with different words, and no more than twice, in case of the same word, throughout the stanzas. Avoid too much repetition of these rhymes.


sábado, 23 de fevereiro de 2013

DO MESMO BARRO (varano)


Da pele a cor
Seja qual for
Brilha no ser
No alvorecer
... Da criação

Vence a igualdade
Fraternidade
Bens que enriquecem
E que enobrecem
... Nossa Nação

Vence a cultura
Que se afigura
Como a mais rica
Nos anais fica
... Grande menção!

Somos qual jarro
Do mesmo barro
De onde viemos
Pra onde iremos
... É outra questão!

Vivamos bem
O quem com quem
A vida é única
Tire essa túnica
... Dê-me um abração!

Regras para o poema VARANO

1 – O poema Varano, criado pelo poeta Ineifran Varão, em janeiro de 2013, é composto por um mínimo de 2 estrofes de 5 versos cada uma e o máximo de 10 estrofes, distribuídas na sequência das seguintes rimas, que são fixas nas suas posições: aabbc + ddeec + ffggc+ hhiic+jjkkc+llmmc+nnooc+ppqqc+rrssc+ttuuc
2– A sílaba tônica exigida é na posição 4 (4ª sílaba poética). As demais tônicas são livres, porém, obedecendo à métrica do poema, que é quadrissílabo (ou tetrassílabo).
3– As palavras rimadas não se repetem na mesma estrofe, e nem mais que duas vezes, ao longo de todo o poema.
4 – O 5º verso de cada estrofe vai rimar com o 5º verso da próxima estrofe, devendo ser precedido de reticências, completando o sentido da estrofe, e a última estrofe deve concluir o tema; a rima do 5º verso não deve coincidir com as rimas dos outros versos da estrofe.
5– O tema a ser narrado ou descrito fica a critério do poeta.

Obs.:As 4 rimas casadas duas a duas, de cada estrofe, podem se repetir, porém, com palavras diferentes, e não mais que duas vezes, se for a mesma palavra, ao longo das estrofes, sendo, entretanto, desejada a não repetição demasiada dessas rimas.

Exemplo: As rimas de uma estrofe que forem ia/ia+eu/eu podem aparecer em outra estrofe, mas com palavras diferentes ou, como dito acima, no máximo duas vezes a mesma palavra ao longo de todas as estrofes:
... Maria/valia+cedeu/perdeu e em outra estrofe ... Sabia/descia+meu/seu.


segunda-feira, 18 de fevereiro de 2013

CAINDO A NOITE (varano)



















Desce co’a noite
Sem dor ou açoite
Suave a mão
Que ao coração
... Acaricia

Desce a candura
Doce figura
Que aos corações
Leva as paixões
... Com fidalguia

Um canto ameno
De tom sereno
Qual u’a redova
Invade a alcova
... Com nostalgia

E nos amamos
Poesias cantamos...
E em puro enlevo
Já vai longevo
... Raiando o dia

Essa pureza
Fidalga, alteza
É nossa marca
E em nossa barca
... É nossa guia

Amo-te assim
És tu em mim
Sou eu em ti
No frenesi
... Dessa magia!

FAÇA VOCÊ TAMBÉM O POEMA VARANO
Veja as regras abaixo:


VARANO

1 – O poema Varano, criado pelo poeta Ineifran Varão, em janeiro de 2013, é composto por um mínimo de 2 estrofes de 5 versos cada uma e o máximo de 10 estrofes, distribuídas na sequência das seguintes rimas, que são fixas nas suas posições: aabbc + ddeec + ffggc+ hhiic+jjkkc+llmmc+nnooc+ppqqc+rrssc+ttuuc
2– A sílaba tônica exigida é na posição 4 (4ª sílaba poética). As demais tônicas são livres.
3– As palavras rimadas não se repetem na mesma estrofe, e nem mais que duas vezes, ao longo de todo o poema.
4 – O 5º verso de cada estrofe vai rimar com o 5º verso da próxima estrofe e devem ser precedido de reticências, completando o sentido da estrofe e a última estrofe deve concluir o tema; a rima do 5º verso não deve coincidir com as rimas dos outros versos da estrofe.
5– O tema a ser narrado ou descrito fica a critério do poeta.

Obs.: as 4 rimas casadas duas a duas, de cada estrofe, podem, se repetir, porém, com palavras diferentes, e não mais que duas vezes, se for a mesma palavra, ao longo das estrofes, sendo, entretanto, desejada a não repetição demasiada dessas rimas.

Exemplo: As rimas de uma estrofe que forem ia/ia+eu/eu podem aparecer em outra estrofe, mas com palavras diferentes, ou, como dito acima, no máximo duas vezes a mesma palavra ao longo de todas as estrofes:
... Maria/valia+cedeu/perdeu e em outra estrofe ... Sabia/descia+meu/seu.

‘VARANO’

1 - Varano is a poem created by poet Ineifran Varão in January 2013. It consists of a minimum of two stanzas of five lines each and a maximum of 10 stanzas, distributed in the following sequence of rhymes, which are fixed in their positions: aabbc ddeec ffggc hhiic jjkkc llmmc nnooc ppqqc rrssc ttuuc
2 - The stressed syllable is required at position 4 (4th syllable poetic).The other stressed syllables are free, obeying the metric system though.
3 - Rhyming words do not repeat the same verse, and no more than twice throughout the poem.
4 - The 5th verse of each stanza will rhyme with the 5th verse of the next stanza and must be preceded by an ellipsis, completing the meaning of the stanza and the last stanza to complete the theme, the rhyme of the 5th verse should not coincide with the rhymes of other verses of the stanza.
5 - The theme to be narrated or described is at the discretion of the poet.

Note: the 4 pairs of rhymes in each stanza may be repeated, but with different words, and no more than twice, in case of the same word, throughout the stanzas. Avoid too much repetition of these rhymes.

quinta-feira, 14 de fevereiro de 2013

REALISMO REMANESCENTE (varano)


Sobe a ladeira
Vai tão faceira
Vai toda prosa
Toda garbosa
... Nega Fulô

Vai ver seu nego
Fazer chamego
Porque Sinhá
Foi tomar chá
... Foi com Sinhô

Roupa de chita
Voltou bonita
Voltou contente
Disse: Sou gente
... Falo ‘hello’

Mostrou na lida
Que nessa vida
̶  Como se diz
Viveu feliz  
... Sem bangalô!

segunda-feira, 11 de fevereiro de 2013

VIVA O BRASIL ! (varano)


Canto os coqueiros
E os cajueiros
As pitangueiras...
Canto as mangueiras
... Canto o Brasil

Canto o cupu
Cupuaçu
O buriti
E o bacuri
... Espécies mil

Canto a goiaba
Jabuticaba
A manga-rosa
Fruta cheirosa
... De abril a abril

E a seriguela?
Sem ter cautela
Coma-as maduras
São gostosuras
... Sabor pueril

Canto o umbuzeiro
Bem brasileiro
Canto a amoreira
E a laranjeira
... No meu perfil

Canto os sabores
Formas e cores
Canto os oitis
E os sapotis
... Viva o Brasil!










VARANO

1 – O poema Varano, criado pelo poeta Ineifran Varão, em janeiro de 2013, é composto por um mínimo de 2 estrofes de 5 versos cada uma e o máximo de 10 estrofes, distribuídas na sequência das seguintes rimas, que são fixas nas suas posições: aabbc + ddeec + ffggc+ hhiic+jjkkc+llmmc+nnooc+ppqqc+rrssc+ttuuc
2– A sílaba tônica exigida é na posição 4 (4ª sílaba poética). As demais tônicas são livres.
3– As palavras rimadas não se repetem na mesma estrofe, e nem mais que duas vezes, ao longo de todo o poema.
4 – O 5º verso de cada estrofe vai rimar com o 5º verso da próxima estrofe e devem ser precedido de reticências, completando o sentido da estrofe e a última estrofe deve concluir o tema; a rima do 5º verso não deve coincidir com as rimas dos outros versos da estrofe.
5– O tema a ser narrado ou descrito fica a critério do poeta.

Obs.: as 4 rimas casadas duas a duas, de cada estrofe, podem, se repetir, porém, com palavras diferentes, e não mais que duas vezes, se for a mesma palavra, ao longo das estrofes, sendo, entretanto, desejada a não repetição demasiada dessas rimas.

Exemplo: As rimas de uma estrofe que forem ia/ia+eu/eu podem aparecer em outra estrofe, mas com palavras diferentes, ou, como dito acima, no máximo duas vezes a mesma palavra ao longo de todas as estrofes:
... Maria/valia+cedeu/perdeu e em outra estrofe ... Sabia/descia+meu/seu.