Vozes/Poesia em Vários Tons/Poesias Brasileiras/Um Passeio por Minas Gerail/A Poesia de Ineifran Varão vols.I e II/Poemas Brasileiros/Causos e Cordéis/Varano/Varano, o poema sonoro

quarta-feira, 13 de novembro de 2013

FESTA NO PALÁCIO... À NAÇÃO, UM EPITÁFIO!


Parecem abelhas desgarradas,
Às voltas, atrás de algum zangão!
A música toca e anima a festa
E logo a manada desembesta!
Pudessem, teriam sinal na testa,
Quem sabe, ostentando algum bordão!
Lá fora há penetras nas calçadas,
Enquanto lá dentro, em gargalhadas,
Cada um comemora seu quinhão!

Os nós e arapucas engendradas
Espalham-se livres no salão!
São nós apertados em gravatas,
Que apertam papadas caricatas,
E afrouxam-se em goles e bravatas,
Enquanto há corruptos de plantão!
Venenos de cobras bem tratadas,
Em doses letais bem calculadas...
Aos poucos, matando uma nação!


Nota importante: Este estilo de poema é o novíssimo nonadiprimo, criado pela poetisa Luna Di Primo, num estilo clássico, contendo estrofes com nove versos de nove sílabas poéticas, distribuídas nas tônicas 2, 5 e 9, com rimas harmoniosamente distribuídas, o que proporciona ao poema, bem como a quem o lê ou escreve, um ritmo bem agradável, mesclado a uma bela sonoridade. Ganha a literatura brasileira mais um importante legado, que, temos certeza, será do agrado de todos que apreciam e/ou praticam a boa literatura.