Vozes/Poesia em Vários Tons/Poesias Brasileiras/Um Passeio por Minas Gerail/A Poesia de Ineifran Varão vols.I e II/Poemas Brasileiros/Causos e Cordéis/Varano/Varano, o poema sonoro

domingo, 2 de junho de 2013

MUNDO QUE QUASE NÃO VEMOS


Esgueira-se entre os galhos e entre as folhas
Minúsculo existente ser do mundo!
Não há caminhos tantos (mas há escolhas),
Não poderá falhar por um segundo!

O inseto que labora em chão fecundo
Jamais reclamará do que tu colhas,
Jamais te impedirá que ali recolhas,
Pois nunca pisarás solo infecundo!

Esgueira-se entre as folhas e entre os galhos
O ser em luta plena pela vida!
Minúsculo, se afasta dos chocalhos,

Na chance mais u’a vez oferecida!
Não há na natureza os atos falhos...
Para dois pesos, há u’a só medida!