Vozes/Poesia em Vários Tons/Poesias Brasileiras/Um Passeio por Minas Gerail/A Poesia de Ineifran Varão vols.I e II/Poemas Brasileiros/Causos e Cordéis/Varano/Varano, o poema sonoro

sábado, 5 de janeiro de 2013

VENCIDOS


Por que tu corres tanto e não te vejo?
A cada esquina dobras de repente!
Não sei se tu és fantasma  ou se és gente,
Mas ver-te sempre foi o meu desejo...

Já vi teu vulto como num lampejo,
Teu ar de dona, ali, sempre exigente
Como a esperar de mim so mais um beijo,
Como se assim não fosse intransigente...

Andei no teu encalço nesses anos,
Tentando dar-te um pouco do que é meu,
Mas dei-te, no final, só desenganos,

Igual também a tantos que me deu...
Agora, cancelamos nossos planos...
Perdemos! E nenhum de nós venceu...