Vozes/Poesia em Vários Tons/Poesias Brasileiras/Um Passeio por Minas Gerail/A Poesia de Ineifran Varão vols.I e II/Poemas Brasileiros/Causos e Cordéis/Varano/Varano, o poema sonoro

sábado, 5 de janeiro de 2013

MATIZES


Cobra dos teus instintos essa dor,
Que espalhas onde pisas, onde vais...
Não cobre tua vida co’outros ais...
Transforma dissabores em amor!

Não somos deste mundo ‘o criador’...
Minutos passam... não voltam jamais...
Desperdiçamos tempo sem favor,
Por coisas muitas vezes tão banais!

Sorrir pra vida faz-nos ser felizes,
Inda que entre infelizes nós vivamos;
Sabemos pouco, somos aprendizes,

Na mesma escola, há muito nós estamos!
Demos as mãos, pintemos os matizes...
Da nossa turma só nós dois sobramos...