Vozes/Poesia em Vários Tons/Poesias Brasileiras/Um Passeio por Minas Gerail/A Poesia de Ineifran Varão vols.I e II/Poemas Brasileiros/Causos e Cordéis/Varano/Varano, o poema sonoro

domingo, 28 de outubro de 2012

NÃO GUARDE NENHUM RANCOR


Não me olhe de soslaio
Não guarde de mim rancor
Carrego no meu balaio
Pra te dar... Somente flor

Nas curvas tantas da vida
Muitos nos fazem favor
Mas não saram a ferida
Aberta no nosso amor

Não escolhemos o rumo
Não nos foi dado esse tino
Mas se um dia foge o prumo
Mudemos nosso destino

Livre arbítrio Deus nos deu
Está no Livro Sagrado
Dizer que a dor não doeu
Não conserta o estragado

Mas se é assim que está escrito
Veja se foi por amor
Que o coração deu seu grito...
Não guarde nenhum rancor...