Vozes/Poesia em Vários Tons/Poesias Brasileiras/Um Passeio por Minas Gerail/A Poesia de Ineifran Varão vols.I e II/Poemas Brasileiros/Causos e Cordéis/Varano/Varano, o poema sonoro

sábado, 15 de setembro de 2012

FATIA
















Achei-te um dia ali tão por acaso,
Nem mesmo imaginava quem tu eras...
Quem sabe tenra flor num frágil vaso,
Talvez um mero sonho de quimeras...

Assim foram passando primaveras
E a aurora se alternando com o ocaso...
Tentei até esquecer-te com descaso,
Mas as lembranças foram mais severas!

... Foste ficando em mim, a cada dia,
Suave qual a luz que se irradia
Nos raios cor de prata do luar!

Hoje não sei se estou em ti também,
Mas sei que estás em mim e sou refém
... Dessa fatia de amor a me cegar!