Vozes/Poesia em Vários Tons/Poesias Brasileiras/Um Passeio por Minas Gerail/A Poesia de Ineifran Varão vols.I e II/Poemas Brasileiros/Causos e Cordéis/Varano/Varano, o poema sonoro

sábado, 10 de março de 2012

ALÉM DO MAIS ALÉM













Ao despertar do sonho, onde eu a vi tão perto,
A pálpebra cerrei, para de novo olhar;
Tentei com minha mão, num gesto meio incerto,
Achá-la, já acordado, após o meu sonhar...

Em vão, a minha mão tentou inda tocar
O vulto, que no sonho, eu tinha como certo;
Senti que fui feliz, antes de ser desperto...
O sonho que sonhei me pôs a delirar!

Busquei no inconsciente a chave da memória,
Onde a felicidade existe e é notória,
Para escrever de mim registros do meu bem...

Cheguei ao infinito, além do mais além,
E vi o seu retrato emoldurado, em glória,
A me esperar de um longo adormecer... Também!

Leave your comments
Deixe seu comentário