Vozes/Poesia em Vários Tons/Poesias Brasileiras/Um Passeio por Minas Gerail/A Poesia de Ineifran Varão vols.I e II/Poemas Brasileiros/Causos e Cordéis/Varano/Varano, o poema sonoro

domingo, 26 de fevereiro de 2012

MEU VELHO BARCO












– Oh barco que navega em água calma,
Leva daqui de mim essa saudade!
... Aqui e ali pendida u’a verde palma,
Navega ele silente em soledade...

Galhos de gameleira em quantidade,
Esparramados qual mantos de talma,
Tocam bem fundo dentro de minh’alma
Rendendo-se ao rio em divindade...

A proa corta a água feito um ‘v’
Na mansidão do rio onde navega
E deixa-me assim pasmo e à sua mercê...

Minha saudade agora ele carrega
Deixando no remanso que se vê
Lembranças que a memória inda me entrega!

Leave your comments
Deixe seu comentário