Vozes/Poesia em Vários Tons/Poesias Brasileiras/Um Passeio por Minas Gerail/A Poesia de Ineifran Varão vols.I e II/Poemas Brasileiros/Causos e Cordéis/Varano/Varano, o poema sonoro

segunda-feira, 3 de outubro de 2011

PREÇO DA FAMA












Na tua falta eu perco um tanto aqui de mim!
Não é como o cair de pétalas no chão,
Pois que sempre haverá mais uma no jardim.
É falta que dói fundo no meu coração!

Na tua ausência, sempre em mim falta um pedaço,
Vou capengando e nunca vejo a luz no fim...
Falta o pulsar sutil que trazes no regaço
E sobra-me a tristeza de me ver assim...

Mas quando tu regressas, vem contigo o riso,
Fazendo-me completo com o que eu preciso
E tu te sentes dona de minh’alma enfim!

Pois é, pagamos juntos o preço da fama!
Em troca, no reencontro, há o acender da chama,
E somos eu pra ti... E tu toda pra mim!

Leave your comments
Deixe seu comentário